perfil
Bené Chaves <>, natalense, é escritor-poeta e crítico de cinema.
Livros Publicados:
a explovisão (contos, 1979)
castelos de areiamar (contos, 1984)
o que aconteceu em gupiara (romance, 1986)
o menino de sangue azul (novela, 1997)
a mágica ilusão (romance, 2001)
cinzas ao amanhecer (poesia, 2003)
Sonhadores

Você é nosso visitante de número


Obrigado pela visita!

links

a filha de maria nowacki
agreste
arabella
ariane
balaiovermelho
blog da tuca
clareando idéias
colcha de retalhos
dora
entre nós e laços
faca de fogo
janelas abertas
lá vou eu
letras e tempestades
litera
loba, corpus et anima
maria
mudança de ventos
notícias da terrinha
o centenário
pensamentos de laura
ponto gê
pra você que gosta de poesia
proseando com mariza
rua ramalhete
sensível diferença
su
tábua de marés
umbigo do sonho
voando pelo céu da boca

zumbi escutando blues

sonhos passados
Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008
créditos

imagem: Walker
template by mariza lourenço

Powered by MiDNET
Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

 

 

 



sexta-feira, setembro 14, 2007



(Este selo foi uma indicação do excelente blogue 'Antigas Ternuras' (www.antigasternuras.blogspot.com) do amigo Marco Santos.







VERSOS QUE CANTAM E ENCANTAM (14)



De Dorival Caymmi:


O que é que a baiana tem?
Tem torço de seda, tem! Tem.
Tem brincos de ouro, tem! Tem.
...
Tem saia engomada, tem! Tem.
E tem graça como ninguém...

*

Como ela requebra bem!
...
Quando você se requebrar
Caia por cima de mim.
Caia por cima de mim.

*

Um rosário de ouro, uma bolota assim,
Quem não tem balangandãs não vai ao Bonfim.
Só vai no Bonfim quem tem!


Obs: Alguns versos de 'O que é que a baiana tem', música composta em 1938 e gravada em dueto por Carmen Miranda e Caymmi em 1939. Este samba foi incluído na trilha sonora de 'Banana da terra', filme de Wallace Downey e interpretado pela Carmen.
Dorival Caymmi nasceu em Salvador/Bahia no dia 30 de abril de 1914, atualmente, portanto, já com seus 93 anos bem vividos. Sua primeira composição foi 'No sertão'. Em 1937 mudou-se para o Rio de Janeiro para estudar jornalismo e trabalhar como desenhista. Depois fez alguns testes na Rádio Tupi e foi contratado. O seu dom seria mesmo a música. Casou-se em 1939 e teve três filhos que tiveram o mesmo caminho musical do pai. A genética aí funcionou na sua totalidade. Recebendo inúmeros prêmios e homenagens pela importância cultural, Caymmi foi o cantor e compositor que melhor soube divulgar a Bahia e suas belezas.

ESPAÇO LIVRE

O primeiro poema faz parte do livro 'Cinzas ao amanhecer'(Sebo Vermelho, 2003) e já foi publicado anteriormente aqui. O segundo é inédito. Espero que tenham uma boa leitura.

BÊBADO BORDEL

No cabaré entrei

vivi amarga noite.

Sentei na mesa

de perna cambeta.

Tirei a roída

velha jaqueta.

Pisquei a mulata

cor de jambo.

Gozei na ação

cantei invenção.

Não era loira

morena ou ruiva.

Era a madrugada.

Embriaguei então

minha solidão...


BÊBADO DESEJO


Quero embriagar-me no teu corpo
lamber-te os vícios da sensatez
e sugar as gotas que restaram
de uma lasciva paixão.

Quero-te em cores!
Também em preto-e-branco!
Quero-te em sabores!

Que tu te embriagues de mim
a ferir meu dolente corpo
com os odores de tuas vísceras.

E em um momento final e fatal
brotar-te na cavidade de
uma inebriada esperança.

Bené Chaves

por benechaves às 18:57