perfil
Bené Chaves <>, natalense, é escritor-poeta e crítico de cinema.
Livros Publicados:
a explovisão (contos, 1979)
castelos de areiamar (contos, 1984)
o que aconteceu em gupiara (romance, 1986)
o menino de sangue azul (novela, 1997)
a mágica ilusão (romance, 2001)
cinzas ao amanhecer (poesia, 2003)
Sonhadores

Você é nosso visitante de número


Obrigado pela visita!

links

a filha de maria nowacki
agreste
arabella
ariane
balaiovermelho
blog da tuca
clareando idéias
colcha de retalhos
dora
entre nós e laços
faca de fogo
janelas abertas
lá vou eu
letras e tempestades
litera
loba, corpus et anima
maria
mudança de ventos
notícias da terrinha
o centenário
pensamentos de laura
ponto gê
pra você que gosta de poesia
proseando com mariza
rua ramalhete
sensível diferença
su
tábua de marés
umbigo do sonho
voando pelo céu da boca

zumbi escutando blues

sonhos passados
Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008
créditos

imagem: Walker
template by mariza lourenço

Powered by MiDNET
Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

 

 

 



domingo, janeiro 01, 2006

OS MELHORES FILMES DE 2005


Neste início de 2006, numa postagem extra, divulgo minha relação do que de melhor vi no ano próximo passado. Curioso é que de todos os filmes relacionados apenas um foi visto na tela grande, ou seja, no cinema.(Quando ainda um dos shoppings de Natal mantinha a chamada 'sessão de arte' em horário noturno). Os outros restantes vi graças ao advento do DVD, pois nossa cidade ainda dificilmente exibe algo de valor nesta área. Pra se ter uma idéia, não existe mais nenhuma sala exibidora no centro ou imediações da cidade.(Saudades aqui do cine Rex, do Rio Grande, do Nordeste, do Rio Verde!). E as que existem em outro shopping apelam para, preferencialmente, o lado comercial. E como nem tudo são flores, perdi meu tempo com dois filmes ruins: Nove Canções e A mulher do Povo, este uma produção mexicana.
Gostaria de esclarecer um ponto: não listei três filmes importantes. São eles: Nuit e Brouillard (Resnais, 55), Week-end à Francesa (Godard, 67) e Assuntina das Amerikas (L. Rosemberg Filho, 75). O primeiro porque vi no original, ou seja, sem legendas. E, confesso, não pude avaliá-lo como devia. O segundo foi visto na televisão e também precisaria de revê-lo para uma análise melhor, tendo em vista tratar-se de Godard, cineasta de filmes sempre polêmicos. E o último vi em vídeo (numa oportunidade rara, já que a fita o Moacy Cirne trouxe do Rio de Janeiro em sua bagagem), numa única exibição, na Capitania das Artes, filme também merecedor de uma revisão. Mas, vamos aos destacados:

1. A Terra Treme (Luchino Visconti, 48)
2. O Processo de Joana D'Arc (Robert Bresson, 62)
3. Viver a Vida (Jean-Luc Godard, 62)
4. Cinzas e Diamantes (Andrzey Wajda, 58)
5. O Grande Golpe (Stanley Kubrick, 56)
6. O Retorno (Andrey Zvyagintsev, 03)
7. A Queda - as últimas horas de Hitler (O. Hirschbiegel, 04)
8. Lavoura Arcaica (Luiz Fernando Carvalho, 01)
9. Elefante (Gus Van Sant, 03)
10. Os Sonhadores (Bernardo Bertolucci, 03)
11. O Segredo de Vera Drake (Mike Leigh, 04)
12. Amor à Flor da Pele (Wong Kar-Wai, 00)
13. Antes do Pôr do Sol (Richard Linklater, 04)
14. Maria Cheia de Graça (Joshua Marston, 04)
15. Para Sempre Lilya (Lukas Moodysson, 02)
16. Contra Todos (Roberto Moreira, 04)
17. O Silêncio do Mar (Pierre Boutron, 04)

Bené Chaves

por benechaves às 19:46